sexta-feira, 30 de abril de 2010

By chica.

O Francisco, meu amigo pelo qual trato de chica (xD), tem demasiado jeito para a escrita!
Escreve em tuga ou em ing.
Em prosa ou em verso.
Ele faz de tudo.

Este, foi ele que escreveu a meu pedido *-*

Nascidos de castas diferentes,
Separados por um mundo,
Esta é a história de um amor imundo.
Dois cadáveres, zero mentes,
Enterrados lá bem fundo,
Esta é a história de um amor profundo.

Um em vida for rico, endinheirado,
O outro infeliz, não teve tal fado...
Ora, certo dia, no mercado,
Vendia o pobre lixo que tinha encontrado,
Apareceu o rico, ficou chocado!
Nenhuma vez, nem no prado,
Tinha visto tão bom bocado!
Ficou imediatamente apaixonado.
(E talvez um pouco excitado..)

Perdido de amores, não resistiu,
Em casamento logo lhe pediu.
De tal forma gostou do que viu!
Por obra do destinho, o outro retríbuiu.

Um pelo outro a vida dariam,
Mas para isso não tiveram hipótese,
Morreram mesmo enquanto dormiam,
Nem a familia nem o mundo o toleraram,
Não lhes deram mesmo hipótese...
Só mesmo as nuvens por eles choraram.

Enterrados, foram separados,
Mortos agora, ainda enamorados,
Não conseguiam ultrapassar o último obstáculo
A única coisa que resiste à sua paixão:
A prender cada um, um podre caixão.

1 comentário:

R(eb)ú(çado) disse...

gostei bastante do que o teu amigo escreveu :D tambem escrevo poesia ^^