terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Acontece.

Amanheceu e o sol morreu. Levantei-me da cama e vesti o pijama. De mangas arregaçadas corri para a rua. Vesti as calças e despi a camisola. Tirei os sapatos e vesti o casaco. Lavei os dentes e almoçei. Tornei a tomar banho e pentei o cabelo. Ainda faltava 1 hora para entrar dentro de casa e decidi arrumar o quarto. Lavei a louça do lanche e estendi a roupa seca. Faltavam agora duas horas meia e começei-me a preparar para dormir. Peguei na mochila da escola e fui para a praia. Depois de demasiadas horas de aulas saí do consultório. Cheguei ao estádio e pus a mochila nas costas e começei, finalmente, a vestir a roupa que me esteve colada ao corpo o dia todo graças ao suor proveniente daqueles 3 graus negativos. A lua já iluminava a bela da tarde com aqueles raios brancos. Peguei no comando da tv e liguei o forno. O almoço aqueceu e eu lanchei. Blá blá blás e estava na hora de levantar. Despi'me para lavar os dentes e enfiei'me no guarda-vestidos. Adormeci num instante e morri ali.
Por vezes a vida é assim. Confusa, sem sentido.

3 comentários:

Phantomrider @ disse...

Eu bem me parecia que não fazia sentido nenhum xD
Mas ficou giro :o
Bom x)

Pipa disse...

Primeiro que eu entendesse este texto vou-ta contar !
Li as primeiras frases "mas que merda é esta ?" , continuei a ler "estava bebedo" , entretanto li a última frase e não poderia concordar mais contigo . Gostei bastante .

Marta D'Almeida disse...

mas está giro ów :D