sábado, 26 de setembro de 2009

Oposto.

Há quem acredite que "Os Opostos Se Atraem".
Eu acredito.
Há quem não acredite.
Tu?

Na realidade, todos deviamos acreditar.
Sim, deviamos.
A frase tem lógica!
Ora temos vários exemplos:
A luz. Onde há luz, há sempre sombra! É impossivel não haver. Até mesmo no universo há sombra. Mesmo de noite, mesmo que não haja luz nenhuma, estamos na sombra! O sol está a iluminar o outro lado do planeta terra, e o outro está na sombra. Nós estamos na sombra.
Outro exemplo é simples, básico.
Vida e morte. Se há vida, há morte. Nada é eterno. Se nasce, tem que morrer. É cruel mas é assim.
Temos também o vazio.
Há tanta mas tanta coisa a encher este mundo e os outros! Mas mesmo com tanta coisa a ocupar espaço, existe o vazio. O nada. A inesxistência de algo. É dificil imaginar, um sitío onde não há absolutamente nada. Mas é assim o vazio, nada.
Lembrei-me de outro mais que óbvio.
O sexo.
 Masculino e Feminino.
Pénis e vagina.
Testículos e ovários.
Seios e peitorais.
Preto e branco.
Silêncio e barulho.
Positivo e negativo.
Amor e ódio.

Eu e tu.

9 comentários:

Carla V disse...

Pénis, não pênis xD
E talvez, peitorais em vez de peito não? xD
Ok, não interessa :P
Gotei +.+

Beαtriz disse...

Bonito texto *.*

Anónimo disse...

Seu taraaaado

Tinhas de falar de sexo não é, sais mesmo á Carla :P

Muuuuita booom pah :D E só de pensar que sem ódio não há amor... :P

Carla V disse...

Esse anónimo é o Raúl? xD

Bem eu comentei só mmo por causa da música! Sim, visto que essa música é minha han! :CC

Eu tenho um excelente gosto musical não tenho? +.+

Carla V disse...

Não és ninguém pa me falar de erros xD

Lamechas? Eu chamar-lhe-ia entrega à banda, e à música, mas a seguir vais dizer que isso ainda é mais lamechas, e como tal vou tar calada, porque no final de contas, o grande lamachas és tu! :C

Carla V disse...

Tu és. Eu não.

Carla V disse...

És.

Mata disse...

tá bue fixe, gosto dos teus textos..

Al. disse...

Adorei este texto. Sim os opostos atraem-se mesmo. Concordo mesmo. Acredito mesmo em tudo o que escreveste. Frio e calor. Extremo e equilibrio...