sexta-feira, 5 de outubro de 2012

This night

sonhei com mil cenas. Ora, here it goes :

Eu estava todo nú, em frente à entrada de uma gruta. Sabia que já a conhecia e que devia estar com os meus amigos naquele momento, ali, mas não, estava sozinho. Entrei e tentei iluminar a gruta com o meu telemovel (sim, todo nú mas com o telemovel, wtf). À medida que entrava na gruta, o tecto ia ficando mais baixo até que só podia continuar de gatas. Ouvi um grito de ajuda mas havia três caminhos possiveis para seguir e optei por não ajudar quem quer que fosse porque sabia que haveria de morrer a tentar (bitch please, eu sabia que era uma armadilha). Voltei para trás e a entrava estava coberta de neve (?) e tive que a empurrar para poder sair. Entretanto encontrei um fio no chão, puxei-o e de uma das entradas de onde veio o grito, saiu o rádio de um carro puxado pêlo fio que eu encontrei. Montei o rádio e ligei-o à tomada que estava na parede da gruta (WHAAAAT IS THIS) e quando o rádio começou a funcionar o sonho mudou.

Estou em casa, de boxers, no pátio, a tentar forrar o meu pátio (de cimento) com plástico. Estava a chover e eu só me questionava com o cócó das cadelas em cima do plástico e com àgua. E o sonho mudou.

Estou em plena rua, à noite, com a minha irmã, francisco e joana. Olho em volta e sei que estou a ser perseguido e que só estou de boxers. Tenho um flash e começo a ver o Hagrid, em casa, a tentar fugir. Pelos vistos, tinha aberto um portal e só entravam animais selvagens e cenas e ele tinha medo de perder a vida. Até tinha um aquário com um tuburão, coisas à Hagrid né? Mas ele queria fugir porque também ia ser perseguido, (não sei why) e saiu de casa. O flash acabou e eu começo a correr pela rua a pedir roupa. Encontrei um antigo amigo meu e ele disse-me que nada dele me servia, sem ser as t-shirts. Assaltei a casa dele para roubar roupa. Do nada, estou na rua, vestido à Sherlock Holmes e estou à entrada da casa do Hagrid. Tento entrar mas a minha irmã falhou na sequência para entrar na diagonal e só conseguimos abrir uma janela que nos mostrou o futuro. A polícia ia chegar à praceta e eu tinha que fugir. Quando começamos a fugir, de facto, a policia chegou. E o sonho muda.

Estou na rua, com as mesmas pessoas plus a minha mãe e existem CENTENAS  de mesas na rua a dar crepes de chocolate. Acordei enquanto comia um.

Nem a dormir sou normal, check.

3 comentários:

Phantomrider @ disse...

A tua obsessão pela nudeza é algo xD

O mundo de uma sonhadora disse...

Omg épico x´DDD
Matei-me a rir omg
E sim, concordo com o comentário acima. Em todos os sonhos estas de boxers ou nu :O

Já agora, adorei a parte sobre o hagrid (porque sou grande fã do HP) :)

Beijinhos*

Cláudia disse...

AH AH AH, não me espanta que andasses a pedir roupas. Depois de tanto tempo sem elas devias estar com frio! E tenho N sonhos desses. Aliás, quando sonho é sempre assim e acordo cansada! O pior é que depois me esqueço de metade. Acho que vou guardar um caderno ao pé da cama para os escrever logo