quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Costas

porque é que ainda me doem? Irra, essa dor que morra longe.

Sem comentários: