terça-feira, 23 de agosto de 2011

Crap de noite.

Deite-me já eram cinco da manhã cheio de dores e com má disposição. Pensei, ao menos posso dormir até tarde, é a patrícia (minha irmã) quem toma conta do louras (meu sobrinho) amanhã. Ora bem, digamos que acordaram-me às nove e meia porque a a patrícia não tinha vindo dormir a casa e não avisou ninguém. Fui eu quem teve que ir tomar conta do miúdo com uns papos que chegam ao chão e com dores, ainda. Belo começo de dia, urrai!

Sem comentários: