quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

E é um tudo ou nada.

Há certas alturas na vida que devemos de atingir os extremos e deixar as conversas fiadas para trás. Para quê o talvez e o pode ser quando as garantias são mais fiáveis e mais fortes? Variadamente teremos que o fazer. Escolher, decidir na hora sem rodeios e meios rodeios. Frisadamente torno a dizer, em certas alturas da vida.

E é um tudo ou nada.

http://www.deviantart.com/#/d15deeg

6 comentários:

Tânia Monteiro. disse...

Secante, mas tem um pensamento final. Tipo, o que a gaja faz pelos outros, tipo ...

Devaneios de uma vida disse...

gostei :)

Catarina disse...

por vezes tem que ser mesmo o "tudo ou nada" (:

dannó disse...

like (y)

Tânia Monteiro. disse...

ahah ;D

MartaCristina disse...

E se assim não fosse.. o mundo não progredia :)