quarta-feira, 13 de outubro de 2010

12 # Carta para a pessoa que mais odeias, ou que te causou maior sofrimento.

Não odeio ninguém, simplesmente há quem eu goste menos.

Quem me causou maior sofrimento? Boa pergunta. Sou esquecido por natureza e perdoou com facilidade. Portanto é complicado saber para quem escrever tal carta.

O meu primeiro amor talvez me tenha causado o maior sofrimento. Sim, acho que sim. Lembro-me que era muito mais jovem, mas da tua idade. Tinha quê (?), 11/12/13 anos? Por aí, sim. Conheci-te na net e pronto, já se está mesmo a ver. Comecei a interessar-me por ti e tu por mim, e essas coisas banais. Descobrimos coisas um do outro que nem nós próprios sabíamos que possuíamos. Segredos que deixaram de ser segredos. E esse segredo, mudou a minha vida. Foram meses de pequenos amores virtuais, mensagens trocadas e paixonetas. Tudo entre nós. Até que um dia decidi apresentar-te "à malta", o que, futuramente, só deu asneira. As atenções começaram a desviar-se para os outros, e menos para mim. E a atenção dos outros, também, se focou em ti. As tantas, já não era eu quem importava, mas outro outrem. E como é que acabou a história? Comigo, trocado por alguém do mesmo sangue. Ignoraste-me até aos dias de hoje. 

Da nossa "relação", eu tiro tanta coisa boa! Aprendi imenso e, naquele curto espaço de tempo, eu cresci demasiado. Perdoei-te, obviamente. Mas só pedia para saíres da minha vida, do meu subconsciente. Raramente lembro-me de ti, mas ainda sonho contigo.

3 comentários:

J. disse...

Sermos trocados é péssimo..

Tânia Monteiro. disse...

Gostei imenso!

Qéé disse...

se me tivesses dito que ias escrever esta carta, eu tinha dito para seres meu namorado, para acabar contigo, para me ESCREVERES UMA CARTA, :c