quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

 
(imagen sacada da net e trabalhada por mim)

"É complicado definir como as coisas de desenrolaram entre nós. Foi magia certamente. É bom saber que neste fim do mundo ainda existem pessoas como tu, especiais, sinceras, amorosas, boas, amigas, com enorme PACIÊNCIA (para pessoas complicadas como eu).
Mais didícil é definir amor, pois ser deve ser dos sentimentos mais subjectivos que existe. Mas vou tentar descrever o nosso amor:tudo começou com a insistência de alguém (aa'. Esse alguém foi teimoso em me querer conhecer apesar de já ter sido rejeitado outrora. No entanto, quando decidi que me seria indiferente conhecer-te, surpreendesmo-nos um ao outro imediatamente na noite do próprio dia em que obtive esta benção :$. Tudo começou aí, começaste a marcar-me de uma maneira especial como nunca ninguém o tinha conseguido até à data e isto apenas se deveu a seres como és, sem qualquer tipo de críticas. A tua bondade marcou-me e atrevo-me e repito incessantementeque és a melhor pessoa que conheço.
Ao longo do tempo fomos os dois sofrendo mutações. Talvez não as melhores, pois nem sempre fui fiel ao nosso amor e não consegui ultrapassar as dificuldades por ti, por nim, por nós. Sim, fui fraco, e fui muitas vezes pelo caminho mais "fácil", até chegando a deturpar sentimentos para me sentir seguro, sentir que tinha pessoas (erradas) em que me pudesse apoiar. E tu com tudo isto, foste capaz de me amar, no meio de todos os meus atentados ao nosso amor tu mantiveste-te lá como pessoa amiga que és, como altruísta.
Amor, a sério que lamento isto tudo pelo que te fiz passar, não merecias, mas eu querer a vida (pouco) boémia que tive só trouxe chatisses ao que tínhamos sentido.
Com todo este discurso espero que não penses que eu me esqueci de definir o nosso amor mesmo que seja uma tentatica um tanto ou quanto longínqua da realidade :x.
O nosso amor, como qualquer sentimento não é palpável. Pode ser visualizado qando estamos juntos mas não podemos medi-lo (quantidade). O nosso amor foi um sucesso. Passa a explicar, o nosso amor, ao contrário de muitos (pseudo) amor, foi contruído a partir da base, tal como uma casa, mas chamar casa ao nosso amor é uma ofensa, pors a dimensão que ele atingiu só pode ser considerado um castelo, mas não, não chega a ser um castelo, pois um castelo é demasiado horrendo! Posso considerá-lo então,. um palácio! No entanto, a envergadura do nosso palácio é superior a qualquer palácio mudano.
O nosso palácio foi criado a dois, tal como deveria ser. doi uma experiência única que ainda está a decorrer e que espero que decorra uma vida inteira!
O nosso palácio é cada momento que passo contigo, é cada abraço, cada beijo, cada sms, casa chamada, cada sussuro, cada elogio, cada receio, cada tristeza. No fundo o nosso palácio é uma partilha incansável de tudo o que se passa connosco, é o que estou a viver contigo!
Tal como disse é difícil definir amor, tentei definir o nosso amor da maneira que o meu neo-latim o permitiu.
Para rematar digo-te o que já sabes, sem ti nada sou! És vida! És tudo! És o que me afaga a alma!
És o MEU PUZZLE!
E eu amo'te para carai e eternamente! <3
PS: Vê para lá do óbvio, vê com os olhos do teu <3
(com uma tinta invisível está escrito "AMO-TE IMENSO ALEXANDRE FERNANDES o'.'o)"
"

Escrito por VASFB, no dia 24.02.2010





4 comentários:

Qéé disse...

amo, :$

Phantomrider @ disse...

Sabes que vou dizer que tá lamechas não sabes? xD

Mas tá fixe sim. Só uma coisa, que V que escreveu, ou foste tu xD?

Phantomrider @ disse...

Não vou responder o que ia responder xD

Pipa disse...

Epá cruzes , tanto mel , tanto mel .
Depois daquela vergonha não tenho coragem para mais nada . Já lhe pedi para ele me bloquear mas ele não o fez :$
Se lixe !