quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Mas é que não gosto mesmo nada disto.

Mas é que não gosto mesmo nada disto.

Ok, há coisas muito estranhas a acontecer pelo mundo fora.

Antes de mais nada, lembram-se daqueles tempos que em "O Aquecimento Global" era o tema do quotidiano?
Em quase todas as conversas que se tinham as palavras "aquecimento" e "global" juntas?
Pois bem, esse tempo faz-me lembrar a época em que o tema era o "Buraco do Ozono".
Tanto se falou, tanto de especulou, tanto de estudou..
As coisas lá se começaram a resolver e hoje em dia já pouco se fala sobre tal assunto.
Mas há uma diferença entre estes dois tempos.
É que, depois de tanto tempo a preocuparmo-nos com o Buraco de Ozono, começámos a resolvê-lo.
Agora não !
Tanta conversa, tanta merda mas para quê?
Ok, que muita gente já começou a preocupar-se MAS NÃO SÃO SUFICIENTES!
Eu não estou a escrever este post para andar aqui a gastar a ponta dos dedos e o raio do teclado para vos explicar o devem fazer.
Já não são crianças nenhumas nem nada do género.
E também é muito provável que já saibam a lengalenga de cor.
Adiante.
Mas mesmo que fosse o mundo todo a dar 150% para travarmos o Aquecimento Global..meus queridos amigos vamos morrer assados.
Isso é certo !
(Minha opinião. Mas que todos sabemos que este é um problema bem grave e que já não tem volta a dar, lá isso sabemos.)

Mas deixando-me de rodeios e focando-me no que interessa, no propósito deste post.
Há umas semanas atrás (Ok, a minha irma mais velha acabou de dizer que houve um mini tornado hoje aqui :o! À medida que estou a escrever ela está a contar as coisas ! No fim do post explico tudo o que souber.) vi no jornal da hora de almoço, um estudo feito por vários arqueólogos que previam para Agosto um tremor de terra com intensidade equivalente ao histórico terramoto de 1755!
Fiquei completamente de queixo caído.
Durante a reportagem, vários arqueólogos falaram sobre o assunto em estudo e falaram também de pequenas réplicas que já começaram a surgir pela costa portuguesa inteira.
Mostrou pequenos filmes registados pela costa fora de mares bravos, de ondas a subir pontões, a chegar a casas, etc.

Pensei "wow :o será que é mesmo verdade?!".
A mamy diz que se falarem mais disso na tv, vamos todos para casa da minha avó!
Diz que não quer estar aqui quando isso acontecer (Moramos a uns 5 Kilómetros da praia e ela diz que é perto. E como a 1m de distância de nossa casa passa o mesmo rio de desagua numa das praias.. ela diz que não quer estar em casa e ver corpos mortos na estrada ou no rio.
Enfim.
A best diz que não é verdade.
Manas não acreditam muito, mas não deixam de se preocupar um pouco.
(Já agora diz-me a tua opinião^^)
Eu acreditei.
Mas começei aos berros que ia tudo abaixo nem nada !
Simplesmente aceitei o facto e até tentei convercer a minha mãe a ficarmos cá em casa, mas ela não quer --'
Mas algo começou-me mesmo a assustar..

Já repararam que nos últimos tempos, o Verão é cada vez mais seco e mais quente?
E que o Inverno é cada vez mais chuvoso e frio?
Claro que já repararam!
As notícias não falam de outra coisa!
Neve aqui, chuva alí, rios inundaram acolá, estradas cortadas alí ao fundo, etc etc etc.
Idem para o calor.
Aquecimento Global em constante acção?!

Nos últimos meses, já reparam na quantidade de sismos que têm havido pelo mundo fora?
Pequenos sismos que pouquíssimas pessoas sentem é com fartura.
Sismos médios já existem alguns.
Agora foi este de escala 7 no Haiti ! Que devastasão :s
Serão réplicas desse previsto sismo ? (Os que são em Portugal, of course.)

Não sei o que pensar nem o que dizer.
Só sei que a terra não para de nos foder a vida tal como nós a fodemos.
E ou paramos, ou ela nos pára.


Mas é que não gosto mesmo nada disto.

PS1:(O tal tornado. Para começar não acredito muito, mas que é possível, lá isso é. Aqui na zona as pessoas gostam muito de inventar! Bastou haver muito vento para arrancar umas telhas e SUPOSTAMENTE quase deitar uma casa abaixo. Claro que é mentira . Mas como estava a ouvir música quando ela começou a contar isto, eu não percebi muito bem e fiquei espantado. Enfim.)

PS2: Se comentares, mostra-me o teu ponto de vista (:

9 comentários:

Phantomrider @ disse...

E sim, eu não acredito. É peta da mais pura e simples que se consegue fazer meter na cabeça das pessoas! É tanga.

É tipo os Maias isso, e tenho uma coisa pa te mostrar em relação a isso: "Os dados relacionados com o Calendário Maia não prevêem o final dos tempos, mas uma mudança no nosso planeta. Previsões são feitas todos os dias e as que chamam atenção são aquelas que acertam o alvo, ou passam raspando dele. Esta não é primeira e talvez não seja a última previsão do final dos tempos." E já li (forúm, uma amiga) que provavelmente será a Era aquática, e tem razão afinal o nível médio das águas do mar continua a aumentar!

Tenho dito. ^^'

Phantomrider @ disse...

Pk raio chamas-te Newton ao hamster?

Phantomrider @ disse...

Explico-me em quê?
O fórum é o meu fórum.
E ok xD

Phantomrider @ disse...

Não há nada pa explicar em relação ao texto --'
Não consegues ver a página pk é no fórum.

Qéé disse...

sabes a paciência que tive a ler isto tudo? -.-

mas a verdade é que li, epah o que eu sei, é que os carros eléctricos que eles dizem que não poluem, é peta. Polui, --.
Não sei como devo argumentar mais, x)
ah!, já que vais para casa da tua avó, deixa-me ir para a tua janela ver os mortos, +.+

Phantomrider @ disse...

Tudo o que escrevo tem significado. Mas coise --'
Para quê? Tu não gostas daquilo --.

Bárbara disse...

Epá, previsões dessas há todos os dias, e sinceramente também não acredito naquela história de que o mundo vai acabar em breve e blablabla, acredito que vai haver uma mudança no nosso planeta, como li no comentário da Carla. Mas acho que de qualquer forma fazes bem em alertar as pessoas Alex!

Phantomrider @ disse...

Pediste? Mas o que é que tu queres? O fórum? Vai procurá-lo!
Não gostas de Tokio Hotel e vais-te meter num fórum deles... acho que faz todo o sentido! *ironiiia*

Freitas disse...

Sinceramnte acho que é peta ou pelo menos um GRANDE exagero, mesmo assim não devemos descartar a possibilidade de vir a acontecer, pelo menos um de menor intensidade.